Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pedro Nogueira Photography

Um blog para mostrar as minhas fotos e para escrever sobre tudo o que me vier à cabeça …assim haja tempo.

Literalmente, uma campanha de fazer mossa

06
Jul22

Quais são os requisitos necessários para uma empresa de publicidade conseguir fazer uma campanha para uma empresa como os CTT e muito provavelmente cobrar uma pipa de massa sem se esforçar?
Se for o ‘talento’ de conseguir fazer mossas na linha do horizonte, clonar nuvens e areia, eu também consigo.
Pintava a cara de preto se em 1991, com o Photoshop 2.0 fizesse algo tão mau, quanto mais nos dias de hoje.
Não há a mínima competência nem brio de quem faz nem o mínimo de exigência de quem paga.
Os primeiros devem ser estagiários a prazo e aos segundos não lhes sai do próprio bolso.

* Apenas assinalei 5 zonas, mas há muito mais. Foi apenas para não saturar a imagem com círculos, traços e setas. Divirtam-se a encontrar as restantes marteladas.

CTT_00.jpg

À data deste post, a imagem pode ser vista aqui.

...e a original aqui.

CTT - Literalmente snail mail

27
Jul21

Fiz uma compra online que saiu da China a 13 de Julho e chegou a Portugal 7 dias depois. No próprio dia 20 submeti os documentos necessários ao desalfandegamento, efectuei o pagamento, recebi a confirmação desse mesmo pagamento e foi concluída a autorização de saída. Já passaram 7 dias, tantos como os da viagem da China para Portugal e ainda estou à espera que os CTT se dignem a entregar-me a referida encomenda. Ao formulário que preenchi online a reclamar ainda não recebi qualquer resposta e via telefone, os tempos de espera são de tal ordem que como lhes deve convir, ninguém sequer tenta ficar à espera, até porque vamos ouvir o que já sabe, ou seja, nada de novo. 'Espera e não bufes!'.
Se pelo menos fossem tão expeditos noutras coisas como a tentar impingir raspadinhas aos clientes que vão aos balcões da empresa. Passem o testemunho a outros e abram um casino. Talvez tenham mais sucesso.

...da prima

04
Jun13

Hoje, numa estação de correios da qual me vou escusar a revelar a localização:

-Boa tarde! Ainda há bilhetes para este espectáculo? - Perguntei eu, apontando para o quadro da foto em baixo -

-Qual espectáculo? – Responde o funcionário -

- Este que está aqui indicado e do qual não convém dizer o nome em voz alta. Se não se importar de vir cá fora espreitar. Se houver, quero dois bilhetes.

 

Falha técnica é uma coisa, negligência quando se testa nos "bastidores", software que gere informação ao público já é outra mas pelo menos ficamos a saber que quem o faz tem sentido de humor.