Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pedro Nogueira Photography

Um blog para mostrar as minhas fotos e para escrever sobre tudo o que me vier à cabeça …assim haja tempo.

O verdadeiro pesadelo

23
Jan13

Eduardo Barroso tem "pesadelos" com Liedson e eu só não tenho pesadelos com Eduardo Barroso porque não lhe dou essa importância.

Um PMAG que protelou até aos limites do imaginável a possibilidade de dar a palavra aos sócios vir agora mostrar-se indignado com actos de má gestão do concelho directivo que ajudou a proteger é no mínimo vergonhoso e querer fazer dos outros parvos.

Caro Dr. Eduardo Barroso, a par do Eng.º Godinho Lopes, o senhor é o maior pesadelo do Sporting Clube de Portugal.

Os Pesadelos de Eduardo Barroso.

 

Eles os estatutos e a AGE

23
Jan13

A respeito da ainda hipotética AGE do Sporting Clube de Portugal para votar a destituição dos órgãos sociais do clube e na qual, se vier a acontecer, votarei a favor dessa mesma destituição.

 

"Estão reunidas as condições estatutárias para a realização de uma Assembleia Geral Extraordinária", Daniel Sampaio (vice-presidente da mesa da Assembleia Geral)

 

"Os inimigos do Sporting têm de saber que o clube é dos sócios", Bruno de Carvalho

 

"Está em causa uma violação dos estatutos do clube", in comunicado do Conselho Directivo

 

Independentemente do que cada um afirma, continuo com uma dúvida, não relativamente ao infindável rol de motivos que consigo enumerar e que quanto a mim justificam que tal aconteça mas sim à subjectividade a que o termo 'justa causa', contemplado no Ponto 2 do Artigo 39º. e/ou na alínea d) do Artigo 50º, possa estar sujeito.

Dúvida que é também um receio de que a actual direcção se 'agarre' a isso fazendo com que tudo possa ruir por aí e que a montanha tenha parido um rato.

 

Capítulo V - Órgãos Sociais

Secção I – Disposições Genéricas

 

Artigo 39°
(Revogação do mandato)

2 – A revogação do mandato dos membros do Conselho Directivo e do Conselho Fiscal e Disciplinar depende de justa causa e é deliberada em Assembleia Geral comum.

 

Capítulo V - Órgãos Sociais

Secção II – Assembleia Geral

 

Artigo 50°
(Assembleia Geral comum extraordinária)
1 – Extraordinariamente, a Assembleia Geral comum reúne-se em qualquer data:
d) votar a revogação com justa causa do mandato dos titulares dos órgãos sociais, nos termos dos presentes estatutos.


Estatutos completos e actualizados do Sporting Clube de Portugal

 

E outra cabeça inevitavelmente rolará

29
Dez12

Sem grandes apetites para perder muito tempo com o tema, devo no entanto referir que muito provavelmente, Vercauteren já não fará o Réveillon em Portugal. Ou muito me engano ou o seu cargo no Sporting terminará com a chegada a Lisboa. Lembrem-se que os balões de oxigénio de Godinho Lopes são cheios à custa de cabeças de treinadores, mas, saia agora ou daqui a uma semana, a verdade é que caso as mudanças se continuem a operar apenas no que à dança de treinadores diz respeito, nada mudará para melhor no Sporting Clube de Portugal.

Sem querer ser profeta da desgraça, desiludam-se aqueles que depositam esperanças em Jesualdo Ferreira.

Pensam mesmo que esse lampião vaidoso vai fazer alguma diferença?

Ganhou no F.C.Porto porque aí todos se arriscam a ganhar. Para além da sua passagem pelo norte, foi um fiasco por onde quer que tenha passado. Até do clube dele foi corrido, dirão os bipolares depois de o aplaudirem. Pela minha parte não terá sequer o benefício da dúvida.

É outro como o Carlos Queiroz. Currículo feito pelos lobbies e amigos infiltrados na comunicação social e fruto disso esses senhores acabam mesmo por acreditar que são bons e que têm um palmarés invejável e cheio de sucessos. Pura ilusão.

Enquanto lhe forem pagando os 35 mil euros/mês lá irá ficando, sendo apenas mais um e nada mais.

O tempo, mais uma vez, dar-me-á razão.

Saudações Leoninas!

 

P.S. Caro Dr. Eduardo Barroso, mesmo que o senhor não volte a mudar de ideias até lá, o que duvido, Fevereiro é muito tarde, como já era tarde há um ano atrás, para realizar uma AGE.


Artur Baptista da Silva / SCP

24
Dez12

Julgo perceber agora porque é que Artur Baptista da Silva apareceu a oferecer-se para pagar metade do valor necessário (EUR 30.000,00) para a convocação de uma AGE no Sporting Clube de Portugal, caso houvesse alguém que pagasse a outra metade.

Calculo que como primeiro signatário, o depósito da outra metade seria, alegadamente, feito na sua conta bancária para depois "dar seguimento".

Chiça, já não se pode estar sossegado em lado nenhum. Vigaros por todo o lado.

Onde cheira a "poleiro" há vigaristas e o resto são cantigas.

Consultem a Notícia no DN ou a Notícia na SIC.

 

Ao Dr. Eduardo Barroso

23
Dez12

No meio de tanta podridão em que, lamentavelmente, o meu clube está actualmente envolto, o Dr. Eduardo Barroso quase consegue o impossível ao demonstrar através da sua inoperância, estar ao nível dos piores dirigentes que o Sporting Clube de Portugal tem actualmente. Uma alma pedante que passeia de forma esquizofrénica pela imprensa, todos os seus alter ego. Ora é um simples adepto, ora é um orgulhoso pai, ora é o famoso cirurgião, ora é o PMAG, ora é o Conselheiro Leonino. O homem dos 5 alter egos fala muito, cada vez mais, mas sempre de forma inconsequente.

Já me cansa, ad nauseum, ouvi-lo afirmar que é preciso dar a palavra aos sócios, mas avançar com a marcação de uma AGE que é o que urge há muito, infelizmente, disso nem sinal.

A vaidade parece falar mais alto e o facto de a queda da actual direcção representar também a sua, deve estar a levá-lo a este impasse. Isso e a vil chantagem por parte de Godinho Lopes em tentar fazer impor a teoria de "ou nós ou o caos" e na qual o Dr. Eduardo Barroso parece acreditar ou fingir que acredita.

Acontece que como já ficou demonstrado por mais do que uma vez em AGs anteriores, o Dr. Eduardo Barroso nem para o modesto cargo, em termos do pouco esforço que exige e para o qual foi eleito, consegue servir o clube a contento.

Por isto e por praticamente apenas opinar em função das SMSs enviadas pelos seus filhos, já que, como o próprio Dr. Eduardo Barroso afirma, ora "…ia no avião para lá"; ora "…vinha no avião para cá"; "…de táctica não percebe nada"; "…não viu porque vinha no carro"; "não ouviu porque estava a meter gasolina" e a lista é infindável, urge que, para terminar a sua passagem pelo Sporting Clube de Portugal com alguma dignidade, convoque uma AGE o mais rapidamente possível, poupando assim aos sócios o pagamento de aproximadamente 60 mil euros.

* Ao que parece e segundo o próprio, agora já 25 mil euros bastam.

Está na hora Dr. Eduardo Barroso.

O Sporting Clube de Portugal precisa de dirigentes que saibam da "poda" e não de aprendizes.

Coloque o seu sportinguismo acima do seu pedantismo e ajude o clube que afirma amar.

Festas Felizes e Saudações Leoninas a todos os Sportinguistas!


S. C. Braga em busca de novos mercados

30
Jun12

Como já toda a gente percebeu que com a actual direcção o Sporting Clube de Portugal tem os dias contados, numa jogada de antecipação o S. C. Braga começou já a piscar o olho aos adeptos leoninos mudando as cores do seu equipamento alternativo para verde e branco.

Sportinguistas, vamos mostrar que não será necessário. Vamos limpar a nossa casa e começar uma nova era.
Correr com a lambuçagem roquetteira é o caminho mais curto.

O Sporting somos nós!

 

Tirando a verdade sobre a lambuçagem, é óbvio que quanto ao resto sou eu a tentar fazer uma piada um tanto ao quanto rebuscada.

 

Todos à A.G. de hoje, 30 de Junho . Estádio José Alvalade - Auditório Artur Agostinho 17h:30.
Vamos chumbar o Orçamento e derrubar os lambuças.

 

Vídeo

Juízes em causa própria

27
Jun12

Até tenho vergonha, não de ser do Sporting Clube de Portugal, mas de ter tanta escumalha dentro do meu clube.

O inquérito do Conselho Fiscal e Disciplinar, a pedido do Conselho Directivo, ilibou este último no caso Paulo Pereira Cristóvão.

Isto nem na commedia dell'arte.

Godinho e seus pares não sabiam de nada. Fico muito contente. Tanto melhor para o clube mas agora só existe uma via. Demitam-se em bloco pois se não têm mão no elenco directivo que escolheram e desconheciam o que se passava dentro do clube só têm mesmo é de sair.

Agora só falta a PJ dizer que o outro também é um santinho.

Rua com a escumalha, rua com os Roquetteiros.
Todos à AG do próximo sábado 30 de Junho . Estádio José Alvalade-Auditório Artur Agostinho 17h:30.
Vamos chumbar o Orçamento e derrubar os lambuças.

Eleições já! 

O Sporting somos nós!

Comunicado do Clube.

Blackout a la Lopes

21
Abr12

Como sócio do Sporting Clube de Portugal, não leio pasquins, como tal, não li, nem vou ler a entrevista encomendada pelo senhor Lopes.

Para quem estava em blackout, aparecer agora, em vésperas de uma AGE, como se estivesse em campanha eleitoral é, no mínimo, mais do mesmo a que já nos tem habituado.

Se dúvidas houvesse em relação à integridade moral desse senhor – desculpem-me a presunção mas eu nunca as tive – ficaram agora dissipadas em definitivo com a atitude tomada relativamente ao chamado “Caso PPC”.

Das duas uma, ou faz parte da alegada trama ou tem rabos-de-palha e está a ser chantageado.

Como diz o povo, “Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és”.

Salvaguardando e respeitando sempre o direito à presunção de inocência, considero no entanto que o não afastamento imediato de Paulo Pereira Cristóvão de todas as funções que ocupa no Sporting Clube de Portugal, manchará para sempre o bom nome de um clube centenário que nunca se viu envolvido em esquemas semelhantes, podendo mesmo arrastá-lo para o fundo do abismo do qual já se encontra à beira desde que se iniciou o projecto Roquette e que até aos dias de hoje mais não tem feito do que delapidar património, quer imóvel, quer humano.

Não se esqueçam pois que todos os que com isso pactuaram serão moralmente responsáveis por aquilo que vier a acontecer ao clube.

Um clube onde já apenas sobra uma academia em Alcochete e que também está em vias de ser vendida, enviando assim o Sporting Clube de Portugal, de malas aviadas para casa emprestada, em Odivelas e de onde apenas sairá para vir a Lisboa, ao Estádio José de Alvalade, que entretanto também mudará de nome, para jogar futebol.

O poder passará em definitivo para a SAD e os sócios deixarão de ter qualquer voto na matéria.

Estamos no fim da linha no que ao associativismo diz respeito.

Muito mais haveria para escrever mas apenas seria o repetir do que já ando a escrever há mais de um ano.

Pior do que tudo isto, é perceber que em termos de alternativas, a montanha pariu um rato.

Aqueles de quem se esperava um sinal claro de oposição, por exemplo, relativamente ao “Caso PPC”, apenas para citar o caso mais recente, remeteram-se a um assustador e sepulcral silêncio, não augurando nada de bom para o futuro próximo e mais uma vez, como diz o povo “Quem cala, consente”.

Saudações Leoninas!

Ainda o "naming right" do Estádio José de Alvalade

26
Jul11

Se há um ponto em relação ao qual discordo de Bruno de Carvalho é precisamente o da venda do “Naming Right” do “Estádio José de Alvalade”.

Aqui fica a minha opinião. O Sporting já foi detentor de um enorme património que ao longo dos tempos foi alienando sem nunca daí ter tirado grandes proveitos. Apenas resolveu problemas no imediato, ficou sem o património e o dinheiro rapidamente desapareceu. A prova cabal disso é que o Clube já pouco ou nada tem para vender e cada vez deve mais dinheiro. O Sporting neste momento já não está a vender os anéis, já está a vender os dedos. O Sporting negociou (mal) direitos de transmissões televisivas até 2018, o dinheiro já veio e já desapareceu. Ao retirar o nome do seu fundador do seu principal recinto desportivo o mesmo iria acontecer. Iríamos mais uma vez perder o pouco que resta da nossa identidade por um prazo mínimo de 10 anos, mas sempre renovável ou vendido de novo a outros (o termo “transitório” referido por alguns é uma mera falácia) para, tão certo como eu estar a escrever isto, o dinheiro desaparecer num par de meses ou se recebido por tranches, ser por certo mal aplicado ou não estivessem lá os mesmos que ajudaram a conduzir o Clube ao seu estado actual.

Até podiam ser 50 milhões/ano mas são "apenas" 3 a 5 milhões/ano. Para a próxima época já não dará nem para comprar um jogador de jeito a um clube de meio da tabela.

Valeria a pena?

Com ou sem “José de Alvalade” atrás e independentemente da quantia em jogo votarei sempre contra e ficarei muito triste se algum dia o nosso Estádio perder o nome do Fundador do Clube.

Deixo aqui uma pergunta que gostaria de ter feito na AG mas devido a algum nervosismo ficou por fazer.

Tinha intenção de pedir directamente ao Presidente Godinho Lopes que viesse ao palco para responder.

Responda-me quem souber.

A seguir à venda do “naming right” do estádio vendemos o quê?

 

Deixo aqui uma sugestão/provocação.

Que tal esquecermos a memória de Francisco Stromp?
Afinal de contas foi “só” o nosso primeiro capitão.
Podem alegar que era sifilítico e que se suicidou e depois vender o nº 3 que lhe pertence perpetuamente a uma qualquer empresa de electrodomésticos que o queira adquirir.

Informação adicional sobre Francisco Stromp:

“A 1 Julho 1930, com trinta e oito anos, faleceu por vontade própria, na agonia da sua doença, escolhendo o dia em que o Sporting festejava o seu 24º aniversário. Levantou-se cedo, mas em vez de ir para o Banco Ultramarino, como sempre ia, tomou o caminho da Estação de Comboios de Sete-Rios, quando se apercebeu do comboio, despiu o casaco e correu para ele de braços abertos, assim se suicidou o primeiro grande capitão e treinador do Sporting.”

“Ficaram famosas as suas alocuções no balneário, antes do início dos jogos, quando, muitas vezes com os olhos marejados de lágrimas, incitava os colegas a dignificarem o clube”

Não brinquem com Sporting Clube de Portugal.

 

Saudações Leoninas!

Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal

26
Jul11

Depois de no passado sábado ter estado cerca de dez horas no Pavilhão Atlântico para participar na Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal onde se discutiu e votou a alteração de estatutos para a modernização do Clube, bastou ter deixado passar mais algumas horas para o Presidente do Concelho Directivo me voltar a desiludir.

Ou eu sou muito crédulo e quero acreditar que Godinho Lopes é apenas um perfeito ignorante em relação ao que se passa no Sporting ou então este senhor mente cada vez que abre a boca. Em qualquer dos casos é motivo mais do que suficiente para não poder ocupar o lugar que ocupa.

Conferência de Imprensa de Luís Godinho Lopes

1º Ponto que ele lamenta não ter visto aprovado. Transparência nas contas. Se assim era e uma vez que a proposta de Bruno de Carvalho apenas se diferenciava pela exigência da consolidação das contas ser abrangente também para empresas das quais o Sporting Clube de Portugal não detém mais de 50% do capital e sendo isso inócuo porque legalmente não as obrigaria a que o fizessem até uma eventual mudança na lei, talvez tivesse bastado que o CD solicitasse ao grupo de trabalho que deixasse cair a sua proposta.

2º Ponto que ele lamenta não ter visto aprovado. “Naming right” do estádio. A única proposta que permitiria acrescentar o nome do patrocinador ao nome de “José de Alvalade” e não a sua substituição era mais uma vez a de Bruno de Carvalho. Basta ler a proposta do grupo de trabalho para perceber que essa salvaguarda não existe em lado nenhum e se isso não fosse suficiente, posso acrescentar que me foi confirmado pessoalmente a meio da semana que antecedeu a Assembleia geral, pelo Dr. João Sampaio que de facto assim é, pois de outra forma tiraria poder negocial ao Sporting.

Dos jornalistas, a maioria deles ignorantes no que respeita ao assunto mais banal, não seria de esperar que estivessem devidamente informados do que quer que fosse para o poderem confrontar com estas questões e enquanto o pau vai e vem folgam as costas. Continua a caber a nós sócios do Sporting Clube de Portugal, estarmos atentos porque os cambalachos vão continuar e não nos podemos permitir colocar mais dinheiro nas mãos destes senhores. Tenham paciência mas daquele lado continua a vir um intenso cheiro a esturro.

Saudações Leoninas!