Pedro Nogueira Photography

Novembro 04 2016

Fim dos TPCs e licenciaturas ao Domingo. Isso é que era serviço.

Os TPCs causam transtorno ao horário das transmissões televisivas de futebol e das telenovelas e roubam muito tempo ao Facebook e à Playstation.

Passem-lhes mas é o canudo logo à nascença. Assim, como assim, a maioria acaba o 12º ano a saber pouco mais do que ler mal e escrever ainda pior.

Empinam à 3ª para se safarem do teste de 4ª e à 5ª já não se lembram de nada outra vez.

Os que acabam a faculdade, a única coisa que tem a mais é álcool no sangue e a cultura geral de um prego ferrugento.

Para rematar, aos 30 ainda vivem com os pais, à conta e a fazer exigências.

Salvam-se algumas -poucas- excepções.

Ler notícia.

 

publicado por / published by Pedro Nogueira às 11:00

Before I got married, I had six theories about bringing up children. Now I have six children—and no theories. ~Author Unknown, c.1946


Teresa a 4 de Novembro de 2016 às 11:17

Nem filhos, nem teorias. Apenas constatação de (muitos) factos :)

Muitos factos não são todos os factos.


Por isso quem decide deve ouvir alargadamente para além de mim (visão quiçá demasiado rosa) e de ti (visão demasiado negra). E decidir. 






E de repente lembro porque me chateei contigo. Estas generalizações muitas vezes batem perto. Demasiado perto. É como ler estatísticas que diz que 3 em 4 jovens está empregado. E conheceres o UM que não está e conheceres a sua história, a sua luta e a sua pessoa. E conhecer a de tantos 3 que estão e saber em que condições que muito provavelmente não os deixarão sair de casa antes dos 30, se tiverem a sorte de ter pais que os deixem ficar por lá enquanto a esperança definha (e com ela, tanta coisa...).


Custa conhecer as histórias e os rostos desses que insistes em atirar para a tua ideia deles, e que quem governa insiste em meter em percentagens, e ver a ligeireza com que se opina sobre vidas, gente, esforços e lutas.


Tenho a sorte por um lado, azar por outro, de só conhecer excepções. Trocava por alguns dos "teus" nos dias em que a minha esperança escasseia.

É verdade, Teresa mas nem eu nem ninguém conhece todos os factos nem tenho pretensões a tal e para além disso, como também não pertenço à classe que decide, limito-me a dar a minha opinião, mesmo que levianamente, de forma mais despreocupada. Não tanto, baseado no que ouço ou leio, porque tudo isso podem ser tretas, mas naquilo que constato. Quem tem real valor nunca se atrapalha e sabe bem o que fazer. Pira-se daqui para fora o quanto antes, de preferência estudando já no estrangeiro, nem que para isso ande a lavar pratos para pagar os estudos mas sabendo que em breve entrará num mercado onde impera a meritocracia e não a cunha rasca como neste país governado por gentinha cada vez mais reles. Isto porque o povo é ainda pior, diga-se en passant, caso contrário nunca permitiria que tanto parasita chegasse ao poder. O que eu vejo é um ensino cada vez mais de trampa, putos que se julgam chicos espertos sem saberem boi da poda e licenciados que não sabem a tabuada ou que mal leram um livro na vida a quererem começar por cima. Ainda há uns tempos atrás, tive de explicar a uma arquitecta o que era um tirante, depois desta ter achado estranho "aquele ferro" na parede de uma casa antiga. Sabem usar o Google para procurar pornografia e roubar software mas depois aparecem no Facebook  a perguntar quando é que muda a hora. Devo ser eu que tenho azar. Conheço dezenas e não se consegue manter uma conversa com um e não são precisos mais do que 5 minutos para se falar em algo que é lana-caprina mas que eles nunca ouviram falar na vida e depois ainda gozam. São aquelas bestas piores dos que não sabem. São as bestas que não querem aprender. As doutoras que só sabem o que vem na novela e na Nova Gente e os doutores que só sabem o que vem no Record e na revista para homens que lêem no barbeiro mas que depois andam danados porque trabalham num call center. Call center, esses sítios onde já deve haver mais licenciados do que na Assembleia da República. Eliminam-se os que pensam e promovem-se os burros. Isto sim, é uma ditadura.

Estamos a viver um tempo em que tudo o que dá trabalho deve ser banido. 

É que é tal e qual isso.

Seja bem-vindo ao meu blog.

O meu nome é Pedro Nogueira.

Caso assim o pretenda, poderá contactar-me para:

pedro.photomaniac@gmail.com


Obrigado pela visita e volte sempre.


Welcome to my blog!

My name is Pedro Nogueira

Feel free to contact me to:

pedro.photomaniac@gmail.com


Thank you and come back soon.

Novembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12



27


Pesquisar neste blog / Search