Pedro Nogueira Photography

Abril 28 2012

Não foi por termos "morrido na praia" que deixo de apoiar ou sentir orgulho nesta renovada equipa do Sporting Clube de Portugal, com Sá Pinto à cabeça.

Quando se dá tudo em campo, o que se pode e o que se sabe, a mais não se é obrigado e nada mais se pode exigir. Foi precisamente isso que aconteceu em San Mamés, frente ao Atlhetic Bilbao. O Sporting Clube de Portugal, lutou como pôde e como soube, até ao fim.

Arbitragem à parte – e já lá vamos – se é verdade que na 1ª mão, em Alvalade, o Sporting Clube de Portugal poderia, ainda mesmo na primeira parte, ter resolvido a eliminatória a seu favor, também é verdade que em San Mamés, o Atlhetic Bilbao teve oportunidades de sobra para fazer o mesmo.
Quanto a mim, a defesa leonina esteve uns furos abaixo do que nos tem vindo a habituar nos últimos tempos e a não inclusão de Carriço – quem diria – no “onze” inicial trouxe alguma fragilidade ao meio campo.

Que me lembre, vi pelo menos por umas quatro vezes, os avançados bascos a surgir soltos e com enorme facilidade nas costas da defesa leonina só não concretizando por manifesto azar. Uma vez, com a bola a passar por baixo do pé do avançado basco, outra, com um remate meio na bola, meio na "atmosfera", outras duas ainda que Patrício resolveu.

Não digo com isto que o Sporting Clube de Portugal não tenha tido as suas oportunidades, mas na minha opinião nunca conseguiu ser superior aos bascos, nesta 2ª mão.

Vamos ao árbitro. Se considerarmos que houve agressão a Schaars no lance que antecede o primeiro golo basco, podemos afirmar que não só não teria existido aquele golo como bem cedo o Athletic Bilbao ficaria a jogar com menos um jogador. Pelas imagens não me parece que tenha havido intenção de agredir. O Basco roda para ganhar posição e acerta no jogador leonino mas no mínimo deveria ter sido assinalada uma falta e, lá está, os Bascos não teriam marcado tão cedo. Acontece que tanto o cartão amarelo mostrado a Wolf com o mostrado a Carriço, foram, quanto a mim, justos e quer no caso de um jogador, quer no caso de outro, não só não foram posteriomente expulsos com segundo cartão amarelo porque o árbitro, também com eles, foi benevolente pois houve oportunidades mais do que suficientes para que ambos pudessem ter sido expulsos. Com um árbitro português, nunca teriam chegado ao fim da partida.

A vitória tinha, logicamente, sabido melhor, mas quando se perde, deixando tudo em campo também deve ser motivo de orgulho. É nos maus momentos que podemos mostrar o nosso desportivismo, pois nos bons momentos somos sempre todos heróis.
Fiquei orgulhoso por esta participação do Sporting Clube de Portugal na Liga Europa, que, muito honestamente, chegou onde ninguém esperava, quer pelo passado recente, quer principalmente depois de lhe ter calhado em sorte o poderoso Manchester City, que na altura era "apenas" o líder da Premier League.
Cá fico agora a torcer para que seja o Athletic Bilbao a conquistar o troféu mas o passado foi lá atrás.

É hora de levantar a cabeça pois ainda é possível conquistar o 3º lugar na Liga, que dá acesso a uma pré-eliminatória de acesso à Champions League e há uma Taça de Portugal para conquistar – conforme escrevi aqui, continuo é sem saber onde andam os bilhetes para a respectiva final -

 

Extra futebol mas relativamente ao Sporting Clube de Portugal, deixo aqui uma nota final.

 

Obviamente respeitando a direito à presunção de inocência, como é possível que um clube como o Sporting Clube de Portugal, a menos que o seu presidente e ou direcção sejam coniventes ou tenham outros rabos-de-palha, continuem a manter como vice-presidente, alguém que pode vir a ser acusado da prática de crimes de peculato, participação económica em negócio, abuso de confiança e fraude fiscal, para lá da denúncia caluniosa qualificada?

Será possível que esta direcção não perceba que independentemente do desfecho deste caso a suspeita pairará sempre sobre o clube, dando azo a que qualquer vitória do mesmo possa levar a que tenha sido obtida à custa de batota e ou corupção?

 

Saudações Leoninas!

publicado por / published by Pedro Nogueira às 16:55


Pedro,

Fomos dignos vencidos, fomos o Sporrting. Mas também por isso tivemos um árbitro que nos prejudicou e a sorte que nos fugir. E olhe que não deve ajudar a sermos tratados bem pelos árbitros termos dirigentes com aquelas sombras a pairar por cima das cabeças...

Abraço
António

Olá António,
Dignos vencidos, sem dúvida alguma.
Digamos que o árbitro foi um pouco caseiro deixando alguns amarelos no bolso em faltas cometidas pelos bascos, mas como referi, tanto o Wolf como o Carriço ficaram até ao fim com a benevolência do árbitro.
Quanto ao nível de certos dirigentes que por lá temos, é mais do que certo que fazem com que percam o pouco respeito que já tem por nós.
Parece que só o Sr. Lopes e seus pares não entendem isso.
Que as vitórias voltem já na segunda-feira.
Abraço e Saudações Leoninas!

Embora não concorde com alguns pontos que focaste, no geral tanto dentro de campo como fora dele, estou de acordo com o escrito. Normalmente assim acontece. O texto está bom e recomenda-se, mas farei o meu a breve trecho ;)
Pedro Carapêto a 28 de Abril de 2012 às 17:32

...e cá o espero ansiosamente, como sempre.
Isso bem krankenizado sff.

Para quem gosta de futebol O Sporting tem deliciado com partidas verdadeiramente inesquecíveis.

Se houve espectáculo - bom e mau (já explico ) foi dado por um Sporting que não se conformou com a paralisia deixada pelos dois anteriores treinadores (gente pequenina, de pouca ambição) e por toda uma maralha directiva mais preocupada com o azul da bandeira do que com a guilhotina a ser instalada...


Se não vejamos:


Prémio Divertimento Máximo do Ano: FUTRE!!!


Prémio Superação: Sporting (já todos vaticinavam uma crucifixação em haste pública e o futebol fez-nos por horas esquecer todos os imbróglios em que este Clube está metido [eu amo o Sporting mas cada vez que o nosso Clube se mexe - extra futebol - parece que nos estão a contar o que aconteceu no Bairro dos Ciganos!!!]


Menção Mau, Muito Mau: Todo o Marketing e Palhaçinhos que vivem (e sobrevivem) à custa do Clube. Desde os acessos foleiros ao balneário, à relva que ninguém parece querer resolver, à saloiada de hinos e enumeração de todos os passinhos e graçinhas de alguém que já deveria estar acima de um qualquer clube de bairro, ao Meliante que até é Vice-Presidente e ao Presidente a quem não entregavas as quotas da Associação Social lá do Bairro sem ter alguém com cabeça para ajudar o Senhor o Sporting caminha para uns campos tenebrosos, assustadores. E algo me diz que a massa associativa nem está muito preocupada com isso. Pode ser que me engane, mas acho que não...


Esperam-te anos difíceis, caro Amigo que vives e vibras com o Sporting como parte de ti !!!!
Teresa a 30 de Abril de 2012 às 10:18

É verdade Teresa, se por um lado, o desportivo e mesmo sem termos ganho nada ainda, até acabamos a época positivamente surpreendidos já que o seu início foi tenebroso, no que à gestão do clube diz respeito, penso que estamos conversados.
Verdade é também o facto de a massa associativa, não estar de todo preocupada com o futuro do clube. A prova foram os quatrocentos e poucos parvos que, como eu, foram à AGE, dos quais 70% onde eu NÃO me incluo, votaram a favor de mais dois empréstimos que totalizam 120 milhões de euros.
A brigada do reumático mais os vendidos dos núcleos não perceberam que ao votarem dessa forma foi a última vez que o fizeram. A partir de agora a SAD faz o que entender e os sócios deixam de “riscar” seja o que for.
No limite e por absurdo, vamos imaginar que alguém fora da escumalha deles se candidata a presidente do clube e vence. O presidente da SAD pode, a partir de agora, dizer, “Você ganhou mas o estádio é da SAD, como tal vá para a bancada porque para a tribuna vou eu”.
Enfim, muito haveria a dizer mas por aqui nunca mais lá chegávamos.
Quanto aos anos difíceis, não sei não, porque se for o caso rapidamente deixo de ser parvo e “desligo o botão”.
Sustentar chulos não faz parte do meu imaginário.

Seja bem-vindo ao meu blog.

O meu nome é Pedro Nogueira.

Caso assim o pretenda, poderá contactar-me para:

pedro.photomaniac@gmail.com


Obrigado pela visita e volte sempre.


Welcome to my blog!

My name is Pedro Nogueira

Feel free to contact me to:

pedro.photomaniac@gmail.com


Thank you and come back soon.

Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
14


25
26
27

30


Pesquisar neste blog / Search